18/04/14 · Reblog · 1558 Notes · (Via /source)

O Lucas Lucco só não é mais gostoso por falta de espaço

18/04/14 · Reblog · 14346 Notes · (Via /source)
Se as pessoas fossem chuva, eu seria garoa e ela, um furacão.
Quem é você, Alasca? (via acumulou)
18/04/14 · Reblog · 157604 Notes · (Via /source)
Eu amo as pessoas que me fazem rir. Sinceramente, acho que é a coisa que eu mais gosto, rir. Cura uma infinidade de males. É provavelmente a coisa mais importante em uma pessoa.
Audrey Hepburn. (via promisse)
17/04/14 · Reblog · 895 Notes · (Via /source)
Sabe aqueles banheiros mínimos, que quando um entra o outro tem que sair? Tem amores que parecem um banheiro apertado: só cabe um. Ela ama o cara. Interessa-se pela sua vida, seu trabalho, seus estudos, seu esporte, seus amigos, sua família, enfim, ela está inteira na dele. Ele, por sua vez, recebe isso de muito bom grado mas não retribui. Não pergunta pelo trabalho dela, pelas angústias dela, por nada que lhe diga respeito. Ela, obviamente, não gosta desta situação, mas vai levando, levando, levando, até que um belo dia sua paciência se esgota e ela tira o time de campo. Aí ele entra. De repente, como num passe de mágica, ele se dá conta de como ela é legal, de como ele tem sido distante, de como vai ser duro ficar sem a sua menina. Então ele a torpedeia com e-mails e telefonemas carinhosos. Mas ela é gata escaldada, não vai entrar nessa de novo. Ele insiste. Quer vê-la, quer que ela entenda que ele é desse jeito tosco mesmo, mas que no fundo ela é a mulher da vida dele. Ela é gata escaldada mas não é de gelo: então tá, vamos tentar de novo. Ela entra com tudo. Com a namorada resgatada, ele se isola novamente em seu próprio mundo, deixando-a conduzir tudo sozinha. É ela quem o procura, é ela que o elogia, é ela que arma os programas, é ela que lembra das datas, é ela, tudo ela, só ela. Quer saber: tô fora!Aí ele entra. Pô, gata, prometo, juro, ó: vou cobrir você de carinho. E não é que ele cumpre? Passa a tratá-la como uma deusa, superatencioso, parece outro homem. Ela aceita a deferência, mas não entra mais nesse jogo. Simplesmente não retribui o afeto dele, quase nunca telefona, sai com as amigas toda hora, e ele ali, no maior esforço. Ela esnobando, ele tentando, ela se fazendo, ele se declarando. Até que ele enche: tô fora. Aí ela entra. E ele esfria, e ela cai fora, e ele volta, e seguem neste entra-e-sai até o desgaste total. Bom mesmo é amor em que cabem os dois juntos.
Martha Medeiros. (via doistonsdeamor)
17/04/14 · Reblog · 1210 Notes · (Via /source)

É amiga pra caralho, mas na primeira quer pegar teu namorado

15/04/14 · Reblog · 13 Notes · (Via
Quando falamos em amor, logo nos vem a mente uma pessoa. Seja o namorado, o marido. Seja uma amizade, a família. Porém eu, eu penso em você. Amor, alguém aqui sabe o que é o amor? Amor é cuidado, é um suporte, uma proteção, uma entrega que se dá em relação ao outro. Portanto, eu amo vocês, pois sou o Amor que vocês precisam, o amor de Pai, que o seu pai não soube lhe dar; sou o amor de irmão, que o seu irmão se esquece de demonstrar. Eu sou o amor do seu amigo, da sua família. Do seu namorado ou do seu marido que te protege e luta para te dar o melhor. Eu sou o amor que te esquento nos dias frios, que mando a chuva nos dias de calor escaldante, Eu sou o que Sou, e Sou para que você encontre em mim, o que ninguém é capaz de dar-te. Eu sou o amor de um pássaro cantando na sua janela, mas que você não prestou atenção para ouvir. Eu sou aquela árvore que te deu sombra enquanto você esperava um ônibus. Eu sou o olhar de “eu te entendo” daquela sua amiga que está sempre ao seu lado, e ah, foi eu também que coloquei ela em seu caminho, pois sabia que ela te faria enxergar o que eu tento mostrar o tempo inteiro. Prestes atenção em mim, minha flor, pois estou sempre tentando me comunicar contigo. Meu amor olhe para o céu, eu estou aqui nesse imenso azul, e estou aí também, enquanto você lê essa carta, eu sei exatamente qual irá ser a sua reação. Eu estou com você, desde quando você nasceu e vou estar até quando você partir dessa Terra e sabe de uma coisa? Estarei te esperando aqui em minha casa, com uma grande festa, porque finalmente minha filha, você vai ver o quarto que mandei preparar para você. Eu tenho visto suas atitudes, seus sorrisos, o modo em que pentias o cabelo. Eu tenho visto o jeito que se arruma, e como eu quero minha amada que sejas tudo para mim. Ei?! Olhes para mim, não perca o foco agora, eu estou aqui desde sempre, então, estejas comigo também de agora em diante? Sua voz é linda, e eu quero ser o primeiro a ouvi-la. Eu quero ser o primeiro a ver o seu rosto quando eu acordar, aquele ao qual vai escolher a roupa para você ir ao trabalho, à escola, à igreja. Falando em igreja, a igreja minha linda, é o lugar onde escolhi para você me ver enquanto você não vem à minha casa. Tenho visto que ficas chateada com alguns dos seus irmãos e com os líderes que escolhi para você, mas saiba de uma coisa minha bela, são simplesmente seres humanos, até que eu volte, eles vão continuar errando, assim como você. Então, ame eles mesmo na dor, porque eu a amei mesmo na cruz. Existem problemas minha filha, mas existem soluções e olha, eu estou aqui tá? Para o que der e vier, serei sempre o Seu Pai, o seu amigo, o seu apoio, o teu suporte, a tua proteção. Serei eu, para você, porque desde então tenho me dedicado a ajudar-te e quero que faças o mesmo pelos outros, porque só assim você farás para mim. Portanto, ide. Espalhes o Amor. Vá onde não há esperança, e transforma. Vá onde não há amor, e ame. Vá onde não há alegria, e alegra. Vá onde não cabe mais um, e me apresente, me represente. Me dê orgulho filha, me faça sorrir com o seu sorriso. Que eu dê gargalhadas quando vejo suas atitudes que me agradam. E saiba de uma coisa sempre: O amor te ama!
Deus (via adoradoras)
15/04/14 · Reblog · 5011 Notes · (Via /source)
É a mulher quem morre na espera de uma sms e ressuscita assim que ela chega. É a mulher que aperta o pé pra caber no sapato, a barriga pra caber no vestido, a bunda pra caber na calça. É a mulher quem sofre na hora de perder a virgindade e quando vai dar a luz. É ela quem enfrenta sete dias de menstruação, sendo a maioria acompanhados de cólica. É no peito dela que os bebês ganham o primeiro alimento. É a mulher que trabalha varrendo as ruas, limpando a casa dos outros, dirigindo caminhão, à frente de uma grande empresa ou cuidando da própria casa, sempre com o cabelo penteado, as unhas bem feitas e muito bem maquiada. É a mulher que cria as piores brigas do relacionamento, mas é a que na maioria das vezes dá um jeito de consertá-las. É ela que sempre tem uma solução pra um batom borrado, um machucado ou um coração quebrado. É ela quem tem as melhores histórias e as teorias sobre “de onde vem os bebês” e “o que é sexo”. É o beijo dela que faz milagre nos filhos e no marido. É o cheiro dela que fica impregnado na memória e na camisa. É a mulher que anda num salto 15 e ainda rebola, faz charme e se bobear até samba. É ela que nua sabe fazer filho mas também faz arte. É a mulher que aguenta as pontas quando as crianças tão mal. É a mulher que sabe dar o nó na gravata, que sabe adoçar o café e tem a mão boa pra cozinhar. É ela que é uma fera na cama e na rua é uma dama. É a mulher que sorri com os olhos e engana com a boca, que controla a situação e que salva a sua vida ou a destrói. E ainda sai de fininho porque ela é o sexo frágil.
Gabriela Machado.    (via ocasionador)

top ↑